A ATUAÇÃO DA PSICOLOGIA NO HOME CARE

psicologa at home Fatima

Formada em Psicologia pela universidade Gama Filho, Fátima Cristina Portella é parceira da At Home desde 2010 e está no mercado de Home Care desde 2000. Psicóloga humanista, Fátima é pós-graduada em psicopedagogia pela Estácio de Sá e é autora de diversos trabalhos sobre atendimento domiciliar.  Conheça mais sobre ela na entrevista abaixo.

1)      Qual é o papel de uma psicóloga na At Home? Como é trabalhar com o atendimento domiciliar?

O trabalho do psicólogo tem como meta principal ajudar o paciente/família na conscientização das emoções, dos conflitos não aceitos, que são expressos, muitas vezes, somente por meio da doença e do sofrimento.

Dessa forma, a psicoterapia feita em casa é mais ativa, pois o psicólogo irá observar a rotina do paciente individualmente e dentro do contexto familiar. O desenvolvimento positivo deste tipo de terapia é o vínculo estabelecido entre terapeuta e paciente.

2)      Há quanto tempo você trabalha com a At Home? Quais foram os seus maiores desafios desde que começou a trabalhar na At Home?

Trabalho com a At Home há sete anos e com a experiência pude perceber que o profissional de home care deve estar preparado para enfrentar uma “diversidade de sentimentos e comportamentos”, porque o paciente, assim como sua família, percorre uma trajetória sofrida. Cada história é única e peculiar.  Dessa forma, alguns deles acabam apresentando mecanismos de defesa para lidar com a situação em que se encontram. Além disso, o profissional de home care convive com o paciente e seus familiares na intimidade do lar, diferente do paciente hospitalar ou do consultório.  Dessa forma, não é incomum as interferências no momento do atendimento. Algumas chegam a ser engraçadas.

3)        Quais foram os resultados mais surpreendentes que você teve na At Home?

Uma das situações mais surpreendentes é perceber que o paciente está motivado para executar ações e superar obstáculos, exercitando sua capacidade de enfrentamento dentro de suas limitações.

4)  Como você enxerga o futuro na At Home? Você tem algum projeto?

O trabalho no home care se caracteriza por uma dinâmica de relações afetivas, muitas vezes complexas, pelo entrelaçamento de experiências de pessoas envolvidas. A tendência é que essa proximidade contribua para que possamos crescer cada vez mais, buscando sempre oferecer o melhor e mais excelente serviço para a promoção do aumento da qualidade de vida. Para isso, eu pretendo buscar e estudar novas alternativas para ajudar os pacientes/familiares em sua nova vida nos seus domicílios.

5)     Agosto é o mês do psicólogo. O que você tem a comemorar com a At Home neste mês?

Comemoro com a At Home a inserção da psicologia. Colocar o discurso da interdisciplinaridade em prática e não fragmentar a saúde em campos físico, mental e social, é ter uma visão holística e acreditar que aprendemos com o todo. Isso permite resgatar a saúde por inteiro.


Posts Recomendados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *