O atendimento do Fisioterapeuta no Home Care

Deise-fisioterapeuta-at home

Deise Quaresma Oliveira Alvite é formada em fisioterapia pela Universidade Gama Filho e possui mais de 16 anos de experiência no atendimento Home Care. Sua primeira passagem pela At Home foi de 2001 a 2009, tendo retornado em 2017, para complementar o time de profissionais. Conheça mais sobre a profissional e o atendimento domiciliar da fisioterapia abaixo.

Qual a importância do profissional de fisioterapia no atendimento Home Care?

O fisioterapeuta é fundamental no atendimento home care, tendo em vista a necessidade que os pacientes acamados e restritos possuem de retornarem às suas atividades diárias. O profissional trabalha a real necessidade do paciente, utilizando métodos e técnicas direcionadas à cura, prevenção e reabilitação de patologias respiratórias, traumato-ortopédicas, neurológicas, geriátricas, neuri-pediátricas e cardíacas.

Quais os benefícios, para o paciente, de realizar o tratamento em casa?

Manter contato diário com o ambiente familiar e a interação com o meio em que vive são os principais benefícios do tratamento domiciliar.

Na sua área de atuação, quais são as principais demandas no home care?

A fisioterapia motora (global) e a respiratória. São áreas de grandes demandas devido ao período de internação hospitalar, muitas vezes em unidades de terapia intensiva. O paciente sofre com os efeitos deletérios do leito.

Há quanto tempo você trabalha na At Home? Quais os maiores desafios desde que começou a trabalhar na empresa?

Trabalhei prestando serviço para At Home em duas etapas. Na primeira, de maio de 2001 a dezembro de 2009, e na segunda, a partir de agosto de 2017. Atualmente estou trabalhando como coordenadora da equipe multidisciplinar. Cada dia que passa é um desafio diferente nos quesitos paciente, patologia, interação da equipe multidisciplinar e família.

Teve alguma experiência marcante?

Tive várias experiências marcantes, dentre elas, o fato de eu estar no sétimo mês de gravidez e acompanhar uma paciente ansiosa, agitada, portadora de esclerose lateral amiotrófica em prótese ventilatória na ambulância em seu retorno pra casa. Não havia energia na ambulância e o equipamento Bird Mark 7 simplesmente não funcionava. Eu e a médica da ambulância ficamos desesperadas, mas nos mantivemos calmas, afinal não poderíamos passar essa tensão para pacientes.

Fomos ambuzando a paciente até a sua residência, e esta por sua vez, mantinha uma ótima saturação de oxigênio, em torno de 97%. O desconforto era enorme, afinal, eu era uma gestante e estava em pé, ambuzando uma paciente grave e em uma ambulância que corria muito. Enfim, chegamos a casa da paciente e a acoplamos ao respirador, e o quadro se manteve estável, o que nos trouxe bastante alívio e a sensação de dever cumprido.

Outubro é o mês do fisioterapeuta. O que você tem a comemorar com a At Home neste mês?

Primeiramente, agradecer a confiança e oportunidade a mim atribuída. Gostaria de comemorar, também, o reencontro com amigos e mergulhar novamente neste universo tenso e prazeroso. Lidamos com vidas, com seres humanos, cujo emocional muitas vezes se sobrepõe à própria patologia.

Tenho que comemorar também o fato de trabalhar em uma empresa que busca prestar um serviço de excelente qualidade para o paciente e que aprimora, a cada dia mais, seus setores.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *